Prefeitura participa de simulação de incêndio com 41 vítimas em hospital

19/03/2023 17:08

A prefeitura participou, através dos órgãos de segurança e saúde, de um exercício neste domingo, 19, no Hospital Moinhos de Vento. Na atividade, organizada pelo Sindihospa, foi simulado um incêndio que afetou os quatro andares da edificação e gerou uma grande quantidade de fumaça. Alunos do curso de enfermagem da Escola de Ciências da Saúde e da Vida da PUCRS e da Liga Acadêmica de Urgência e Emergência da Faculdade Factum representaram as dezenas de vítimas, enquanto estudantes da UFRGS foram as "sombras", acompanhando o processo e verificando a agilidade de cada etapa.

Durante o evento, a Defesa Civil atuou atendendo a ocorrência com os agentes e no apoio aos órgãos, disponibilizando material de comunicação e com o posto móvel de comando, que serviu como base para a coordenação da operação. Os bombeiros foram deslocados para agir como se um incêndio estivesse acontecendo.

Ambulâncias do SAMU e das empresas Transul, Ecco Salva, Unimed, SulVida e um helicóptero do Batalhão de Aviação da Brigada Militar levaram as "vítimas" para atendimento em oito hospitais: Clínicas, Mãe de Deus, Cristo Redentor, Divina Providência, Independência, Ernesto Dornelles, São Lucas da PUCRS e Santa Casa, além do próprio Moinhos. Além disso, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) bloqueou um trecho da rua Doutor Vale para garantir a execução dos trabalhos.

A operação não afetou o funcionamento do Hospital Moinhos, que atendeu normalmente os pacientes internados e, também, no serviço de Emergência.

Os resultados do simulado serão compilados em relatórios, a partir dos quais os órgãos e instituições envolvidas poderão avaliar a performance da resposta e propor melhorias que sejam necessárias no atendimento e apresentados para Comissão Permanente de Atuação em Emergência (Copae), que reúne toda a rede de pronta resposta para esses eventos.

 

Bárbara Barbieri

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes