Defesa Civil debate proteção da população em desastres

29/03/2022 16:10

Com o objetivo de debater a atuação de profissionais em eventos adversos (desastres), a prefeitura realiza durante toda esta terça-feira, 29, o 2º Workshop de Proteção e Defesa Civil, no auditório da Tecnopuc. O encontro reúne gestores municipais ligados à questão de proteção das pessoas em crises e situações de risco e também alunos no Curso de Oficiais do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul. Na abertura, foi apresentada a proposta do novo Plano de Contingência de Desastres de Porto Alegre para análise, validaçâo e aplicação que deverá ser aprovado em um prazo de 40 dias.

O diretor-geral da Defesa Civil do Município e coordenador da Comissão Permanente de Atuação em Emergências (Copae), Coronel Evaldo Rodrigues de Oliveira Júnior, avalia que o workshop é um momento para aprendizado e crescimento. "Este encontro é a materialização do trabalho conjunto e colaborativo dos órgãos que compõem a Copae". Entre as palestras, foram apresentadas questões sobre a gestão de abrigos no Movimento Internacional da Cruz Vermelha, prevenção, preparação e resposta rápida a emergências ambientais com produtos químicos e relações públicas dos desastres.

A especialista em Direito Internacional Humanitário e diretora da Cruz Vermelha no Rio Grande do Sul, Aurora Ribeiro, enfatizou a necessidade de garantir a provisão de serviços e  apoio psicossocial às vítimas dentro dos abrigos. "Precisamos dar segurança aos sobreviventes e divulgar a eles todos os seus direitos, além de protegê-los de discriminação e violência", ressaltou. A psicologa e especialista em Direitos Humanos, Mayra Meotti lembrou a importância do acolhimento e apoio oferecidos pela prefeitura no ano passado no Gigantinho, durante o rigor do inverno.

O tenente-coronel Everton de Souza Dias, especialista na prevenção e atendimento a sinistros, detalhou o P2R2 - Plano de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos que tem como objetivo prevenir a ocorrência de acidentes com produtos químicos perigosos e aprimorar o sistema de preparação e resposta a emergências químicas no País através de ações, atividades e projetos.

 

Ivani Schütz

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes