Covid-19: vacina bivalente est√° em falta nas unidades da Capital

19/04/2024 09:04

A vacina bivalente contra a Covid-19 est√° em falta nas unidades de sa√ļde da Capital, com exce√ß√£o das USs √Ālvaro Difini, na Zona Sul e Ramos, na Zona Leste. As vacinas destinadas ao p√ļblico infantil¬† (beb√™s ou crian√ßas com menos de 12 anos) continuam dispon√≠veis. O abastecimento do imunizante √© de responsabilidade da Secretaria Estadual da Sa√ļde. De acordo com o Minist√©rio da Sa√ļde o processo de aquisi√ß√£o de vacinas com composi√ß√£o atualizada de variantes est√° na fase final e j√° aprovadas pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria. A distribui√ß√£o da vacina bivalente pelo Minist√©rio da Sa√ļde aos estados ser√° feita a partir do recebimento de remessas do laborat√≥rio fabricante.

A vacina√ß√£o bivalente √© recomendada para p√ļblicos espec√≠ficos. Idosos com 60 anos ou mais, pessoas imunocomprometidas e gestantes e pu√©rperas devem ter intervalo m√≠nimo entre as doses de seis meses. Pessoas vivendo em institui√ß√Ķes de longa perman√™ncia e os trabalhadores desses estabelecimentos, ind√≠genas, ribeirinhos, quilombolas, trabalhadores da sa√ļde, pessoas com comorbidades e com defici√™ncia, pessoas privadas de liberdade e funcion√°rios do sistema prisional, pessoas em situa√ß√£o de rua e adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas t√™m recomenda√ß√£o de receber uma dose anual, com intervalo m√≠nimo de seis meses entre uma dose e outra.

Pessoas que tiveram diagnóstico de Covid-19 devem aguardar 28 dias para receber a vacina, a contar da data de início dos sintomas ou, em casos assintomáticos, da data da coleta do exame.

  

Andrea Brasil