DMLU faz blitz de coleta seletiva no Centro Histórico nesta quarta-feira

03/08/2022 08:26
Foto: Pedro Piegas/PMPA
SERVIÇOS URBANOS
DMLU vai abordar moradores para sensibilizar sobre a correta separação de resíduos

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) promove a Blitz da Coleta Seletiva, no Centro Histórico, nesta quarta-feira, 3. A ação ocorrerá das 10h às 13h, e partirá do Novo Centro Administrativo Municipal, na esquina das ruas João Manoel com Siqueira Campos, e percorrerá as vias do entorno, terminando novamente no mesmo local.

A atividade, promovida pela Equipe de Gest√£o e Educa√ß√£o Ambiental (Egea) do DMLU, consiste em fazer abordagens aos pedestres do bairro, orientando como separar corretamente os res√≠duos domiciliares e sobre a import√Ęncia da coleta seletiva de recicl√°veis. Participar√£o da blitz garis e educadores ambientais do departamento.

Para o diretor-geral do DMLU, Paulo Marques, se as 250 toneladas ao dia de res√≠duos com potencial recicl√°vel que chegam incorretamente no aterro sanit√°rio fossem para a coleta seletiva, haveria economia nos servi√ßos prestados pelo departamento¬†e a renda dos trabalhadores das unidades de triagem aumentaria. ‚ÄúPor isto pedimos a ajuda da popula√ß√£o na separa√ß√£o correta dos res√≠duos e na fiscaliza√ß√£o. Somente assim teremos uma cidade mais limpa e agrad√°vel de se viver‚ÄĚ, diz Marques.

A cidade conta com 16 unidades de triagem de recicláveis, abrigando cerca de 600 trabalhadores que dependem do serviço de coleta seletiva como fonte de renda. A consulta para saber dias e horários da coleta de recicláveis é por endereço completo, não por bairro. Para verificar acesse aqui. 

O DMLU também oferece locais para que os cidadãos possam descartar seus resíduos recicláveis sem ter que esperar pela coleta seletiva. São os Postos de Entrega Voluntária de Resíduos Recicláveis (PEV). Para saber qual o PEV mais próximo de sua casa, clique aqui.

 O que descartar na coleta seletiva (recicláveis)  - Basicamente todos os materiais feitos de plástico, vidro, papel seco e metal são reaproveitados. Entre eles, embalagens longa vida, arame, baldes, brinquedos, caixas em geral, caixa de pizza sem gordura, canos e tubos metálicos e em PVC, cobre, copos descartáveis, garrafas pet, latas de alumínio, raio-x, isopor, plástico filme, bisnagas plásticas de alimentos e clipes. 

Benef√≠cios -¬†Al√©m dos benef√≠cios sociais, a entrega dos res√≠duos recicl√°veis √† coleta seletiva traz vantagens ambientais e econ√īmicas. Diariamente, o DMLU recolhe nas resid√™ncias cerca de 1.059 mil toneladas de res√≠duos. Desse total, 45,6 toneladas s√£o de recicl√°veis recolhidos pela coleta seletiva. O restante √© composto por res√≠duos org√Ęnicos e rejeito da coleta domiciliar. Somam-se aos org√Ęnicos e rejeito os res√≠duos p√ļblicos e as cargas recebidas na Esta√ß√£o de Transbordo, em que se chega a um total de 1.540 tonelada/dia de material enviado para o aterro sanit√°rio.

Do quantitativo de recicláveis coletados em 2021, a média de 13,40 toneladas diárias é de rejeito (29%). Assim, estima-se que 32,2 toneladas/dia de resíduos são efetivamente comercializados pelas UTs para fins de reciclagem.

Dos resíduos domiciliares, 4,3% são da coleta seletiva. Um percentual acima da média nacional, que é de cerca de 4%, mas com potencial de avançar mais ainda, visto que há mais de 23% de recicláveis indo para o aterro sanitário.

Cerca de 250 toneladas de materiais que poderiam ser reciclados s√£o descartadas indevidamente por dia em Porto Alegre. E, al√©m de prejudicar o ambiente, representam um alto custo¬†para a administra√ß√£o municipal, que gasta R$ 9,5 milh√Ķes por ano para remover estes res√≠duos para um aterro.¬†O DMLU integra a Secretaria Municipal de Servi√ßos Urbanos (SMSUrb).

Veja abaixo as próximas blitze da coleta seletiva em 2022:
6 de setembro ‚Äď Acampamento Farroupilha
28 de setembro ‚Äď Esplanada da Restinga
5 de outubro ‚Äď Jardim Leopoldina
25 a 31 de outubro ‚Äď Programa√ß√£o Especial Lixo Zero
9 de novembro ‚Äď Menino Deus
7 de dezembro ‚Äď Moinhos de Vento/Parc√£o

Campanha¬†-¬†A gente vive, a gente cuida √© um movimento que convida a popula√ß√£o a manter a cidade limpa e cuidar dos espa√ßos p√ļblicos. Avan√ßos importantes na zeladoria foram conquistados, mas ainda h√° muitos desafios para fazer de Porto Alegre uma cidade melhor para se viver. Coordenada pelo Gabinete de Comunica√ß√£o Social (GCS) da prefeitura, a iniciativa tem dura√ß√£o de 30 meses. Assista ao¬†v√≠deo¬†da campanha.

 

 

 

Jacquelline Jorge (estagi√°ria)/Supervis√£o: Adriana Machado

Lissandra Mendonça