Saúde amplia acesso à prevenção ao HIV

24/10/2023 12:12
Cristine Rochol/PMPA
SMS
No final de 2022, começou a descentralização para todas as unidades de saúde, permitindo o tratamento a pessoas acima de 15 anos

Com o objetivo de ampliar o acesso das pessoas à profilaxia pré-exposição (PrEP) ao HIV, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) concluiu a capacitação das 134 unidades de saúde de Porto Alegre para oferecer o serviço a todos os interessados em iniciar a prevenção à doença. O município oferece a medicação desde 2018 em serviços especializados para populações-chave maiores de 18 anos. No final de 2022, começou a descentralização para todas as unidades de saúde, permitindo que a população em geral a partir de 15 anos também tivesse acesso.

A PrEP é direcionada a pessoas que não têm o HIV e estão em maior risco de contrair o vírus. A profilaxia pode ser usada de forma contínua, com a ingestão diária de um comprimido, ou sob demanda, quando a medicação é usada em uma exposição sexual pontual. O esquema de uso começa com a ingestão de dois comprimidos de duas a 24 horas antes da exposição sexual, seguidos por um comprimido após 24 horas e um comprimido após 48 horas. Quem tiver interesse pode procurar a unidade de referência, onde a equipe avaliará a necessidade.

"A retirada do medicamento é realizada mensalmente nas unidades dispensadoras de medicamentos. Nosso foco não se limita apenas ao uso da medicação, mas envolve o acompanhamento para prevenir não somente o HIV, como também outras ISTs", explica a coordenadora da Atenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis, HIV/Aids, Tuberculose e Hepatites Virais (Caist), Daila Raenck. Atualmente, 2.442 pessoas estão em tratamento com a PrEP, enquanto uma projeção do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) e da Fiocruz estima que 10.215 indivíduos deveriam iniciar a PrEP em 2023 na Capital para contribuir de maneira favorável na prevenção da transmissão do HIV.

Porto Alegre é a terceira cidade com a maior taxa de detecção de Aids (47,2 casos/100 mil habitantes), quase três vezes maior que a média nacional. Além disso, possui a maior taxa de detecção de gestantes com HIV (17,1 casos/1 mil nascidos vivos, quase seis vezes maior que a taxa nacional) e o maior coeficiente de mortalidade por Aids, embora tenha diminuído em comparação com o ano anterior (22,6 óbitos/100 mil habitantes, quase seis vezes maior que o coeficiente nacional). Esses dados estão presentes no boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde em 1º de dezembro, com informações relativas a 2021.

Confira as unidades dispensadoras de medicamentos antirretrovirais 

Ambulatório de Dermatologia Sanitária (ADS)

Endereço: Av. João Pessoa, 1327, Cidade Baixa
Contato: (51) 3288-7655 e (51) 3288-7656

Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)

Endereço: Rua Ramiro Barcelos, 2350, Santana
Contato: (51) 3359-8269

Serviço de Atenção Terapêutica (SAT)

Endereço: Av. Bento Gonçalves, 722, Partenon
Contato: (51) 3901-1314

Hospital Fêmina

Endereço: Rua Mostardeiro, 17, Moinhos de Vento
Contato: (51) 3314-5325

Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC)

Endereço: Rua Francisco Trein, 596, Cristo Redentor
Contato: (51) 3362-3787 e (51) 3357-2107

SAE-CSVC

Endereço: Rua Professor Manoel Lobato, 151, Santa Teresa
Contato: (51) 3289-4062

SAE - IAPI

Endereço: Rua Três de Abril, 90, Passo da Areia
Contato: (51) 3289-3436

SAE - Santa Marta

Endereço: Rua Capitão Montanha, 27, Centro Histórico
Contato: (51) 3289-2925

Centro de Saúde Navegantes

Endereço: Av. Presidentes Franklin Roosevelt, Navegantes
Contato: (51) 3289-2398

Henrique Moreira (estagiário) / Supervisão: Carolina Zeni

Andrea Brasil

Acompanhe a prefeitura nas redes